Histórias da CART 3503

Para denunciarmos, para perdoarmos, mas para jamais esquecermos!

quinta-feira, 17 de maio de 2007 | 15:07

Não me Atirem Flores


Não me atirem flores
Tenho uma arma na mão
Estou com muitas dores
E um aperto no coração

Com esta arma matei
Ao lado dela dormi
Com ela por vezes não respirei
Como também muito sofri

Hoje olho para trás
E muitas coisas recordo
Não sei como fui capaz
De sair dela sem ser morto

Por vezes para a Lua olhava
E ao seu lado estrelas via
Muitas vezes sonhava
Com aquilo que fazia

Foram bons e maus momentos
Se passaram na c.cart.3503
Recordo alguns sofrimentos
E dos grandes amigos que nos fez

Etiquetas: , , ,

1 Comentários:

Blogger joaquim disse...

Sem palavras,parabens ao seu autor,é precisamente aquilo que eu sentia e ainda sinto passado tantos anos.
Um grande abraço a todos os ex combatentes.
FURR.MIL.DIAS C.CAÇ.4153

8 de maio de 2010 às 11:40  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial